Saiba mais sobre as empresas do Grupo Votorantim

votorantim logo

Com certeza você já ouviu falar no Grupo Votorantim. Mas hoje vamos nos aprofundar um pouco mais sobre essa grande empresa. Afinal, a Votorantim S.A. é uma das maiores companhias privadas do mundo.

O grupo como um todo possui várias empresas de segmentos diferentes e atuantes em inúmeros países. Assim, essa companhia gigante é um exemplo de empreendedorismo.

Então, continue por aqui e veja a história do Grupo Votorantim e as empresas que fazem parte desse conglomerado brasileiro.

A história do Grupo Votorantim

O Grupo Votorantim “nasceu” em janeiro de 1918. Na época, o português Antônio Pereira Ignácio comprou o falido Banco União. Entre as propriedades desse banco, estava a Fábrica de Tecidos Votorantim, localizada na cidade paulista de Votorantim. Mas a área onde a fábrica estava localizada pertencia a outra cidade, Sorocaba.

Depois de adquirir essa fábrica e todo seu maquinário, Antônio Pereira Ignácio comprou outros negócios. Nessa época ele era dono também da Pereira Ignácio & CIA, que reunia outras empresas.

Dessa forma, podemos dizer que ele juntou todas, formando um só grupo. A fábrica de tecidos foi reativada e, na época, empregava cerca de 1500 funcionários.

Mas essa fábrica foi apenas o pontapé inicial para a expansão do negócio. E tudo mudou após a entrada de um outro personagem na história: José Ermírio de Moraes, genro de Antônio.

A partir de 1925 ele entrou de vez para os negócios do sogro e levou o Grupo Votorantim para outros rumos. Assim, ele expandiu e desenvolveu ainda mais a empresa.

Power plant or station cartoon vector illustration

Entrada do grupo na indústria

Em 1955, o Grupo Votorantim ingressou para a área industrial, a partir da criação da CBA, uma indústria integrada de alumínio. Aliás, essa foi a primeira empresa do tipo no Brasil.

Já nos anos 1980, o grupo entrou para o ramo da celulose e de fabricação de suco de laranja. Em 1988, a empresa apostou também no mercado financeiro, que culminou com a criação do Banco Votorantim, em 1991.

Em suma, o Grupo Votorantim “abraçou o mundo”, se ramificando para diversas frentes e tornando-se um gigante a nível mundial.

E, por falar em nível mundial, o grupo se “internacionalizou” em 2001, com a aquisição da empresa canadense de cimento Saint Marys.

Em 2017, o Grupo Votorantim passou a investir na energia eólica, pensando em métodos mais sustentáveis de geração de energia.

Hoje em dia, a empresa atua em mais de 20 países e emprega cerca de 40 mil pessoas de forma direta. Isso além de outras 20 mil de forma indireta (terceirizados).

Somente a CBA, empresa de alumínio, emprega quase 5 mil pessoas em suas 11 unidades. Esse foi um pequeno resumo da história do Grupo Votorantim. Mas a seguir separamos mais informações sobre todas as empresas do conglomerado.

Alguns números do Grupo Votorantim

Até aqui já falamos sobre alguns números da Votorantim. Ao todo, ela reúne 8 grandes empresas. Dos seus 40 mil funcionários, grande parte está empregada no Brasil. As principais áreas de atuação da empresa são:

  • Cimento;
  • Metais e mineração;
  • Energia;
  • Siderurgia;
  • Celulose;
  • Suco de laranja;
  • Financeiro.

Em agosto de 2023, a Votorantim Cimentos anunciou um lucro de mais de R$470 milhões no segundo trimestre. Esse desempenho foi impulsionado por conta da ótima performance dos Estados Unidos e de países da Europa.

Além do mais, a receita líquida das operações globais da empresa totalizou R$6,9 bilhões. Uma alta de 3% em relação aos números anteriores.

Mesmo com a pandemia e com a queda no faturamento de algumas empresas do grupo, a Votorantim Cimentos, por exemplo, não deixou que o conglomerado perdesse posições em âmbito mundial. Isso pode ser visto nesta reportagem da Revista Exame.

Empresas do Grupo Votorantim

Agora vamos ver quais são as 8 empresas que fazem ou fizeram parte do Grupo Votorantim. E usamos o verbo “fizeram” pois algumas foram vendidas ou se juntaram a outras empresas.

Votorantim Cimentos

A Votorantim Cimentos iniciou suas atividades em 1936, com sua primeira fábrica localizada na cidade de Votorantim. De lá para cá, a empresa cresceu muito.

Hoje, é a sétima maior companhia de cimentos do mundo. Ela atua em 11 países da América do Norte, América do Sul, Europa, Ásia e África. Em 2020, vendeu mais de 36 milhões de toneladas de cimento.

E, em 2023, outro marco histórico: a inauguração de unidade de moagem e expedições de cimento no Uruguai. A Votorantim Cimentos é a principal empresa do Grupo Votorantim e também uma das mais conhecidas.

Votorantim Metais

A Votorantim Metais se uniu em 2017 com a empresa peruana Milpo e hoje se chama Nexa Resources. Com isso, o capital dessa empresa foi aberto nas bolsas de Nova York e Toronto.

Assim, a Votorantim Metais, líder em mineração de zinco no Brasil, cresceu ainda mais em nível internacional. Isso ocorreu após a união com a Milpo, que já era líder no Peru. Hoje, a Nexa Resources é uma das principais fabricantes de zinco do mundo.

Votorantim Siderurgia

A Votorantim Siderurgia foi criada em 2008, mas vendida em 2018 para outra gigante da área, a ArcelorMittal. A ArcelorMittal é uma das maiores fabricantes de aço do mundo, fundada em 2006 e com sede em Luxemburgo. Hoje, está presente em mais de 60 países e tem capacidade de produzir 130 milhões de toneladas de aço por ano.

Votorantim Energia

Pensando principalmente na sustentabilidade e nas fontes limpas de energia, surgiu, em 1996, a Votorantim Energia.

A empresa é focada em oferecer energia e financiar empreendimentos relacionados ao meio ambiente. Entre suas principais atribuições, podemos citar a geração e comercialização de energia e a gestão e operação de usinas.

Hoje a Votorantim Energia está unida com a Auren Energia, empresa brasileira do setor de capital aberto.

CBA (Companhia Brasileira de Alumínio)

Citamos a CBA anteriormente neste artigo. Ela foi uma das primeiras empresas do grupo e uma das mais marcantes.

A CBA é especializada em buscar soluções em alumínio. Em atividade desde 1955, ela se modernizou. Hoje 100% da energia consumida em seus processos é originária de fontes renováveis.

Fibria

A Fibria era uma empresa do Grupo Votorantim do setor de celulose e papel. Ela surgiu em 2009, após a Votorantim comprar a Aracruz.

Porém, em 2019, o Grupo Votorantim saiu desse segmento e vendeu a Fibria para a Suzano Papel e Celulose, lucrando bilhões com essa negociação.

Citrosuco

A Citrosuco é a empresa fabricante de suco de laranja da Votorantim. Ela foi criada juntamente com o Grupo Fischer, pioneiro nesse tipo de negócio por aqui. Hoje, conta com mais de 5 mil funcionários, 28 fazendas. São 25 para a produção de laranjas e quatro fábricas no total.

Banco Votorantim

Por fim, talvez o Banco Votorantim seja a empresa mais conhecida do grupo. Fundado em 1988, esse banco aos poucos foi ganhando espaço e hoje se destaca por oferecer diversos serviços financeiros. Isso inclui, por exemplo, cartão de crédito, empréstimos para empresas e pessoas físicas, financiamentos, conta digital, entre outros.

amazon quase novo

Conclusão sobre o Grupo Votorantim

Sem dúvida nenhuma o Grupo Votorantim é uma referência para o empreendedorismo. As 8 empresas citadas aqui marcaram época e ajudaram no crescimento da marca.

Algumas já não existem mais e outras se uniram a demais empresas dos seus segmentos. Mas o grupo como um todo cresceu ao longo de décadas e se reinventou diante das necessidades que foram aparecendo.

Um exemplo disso é a questão da sustentabilidade, muito necessária nos tempos atuais. Então, o que você achou desse artigo sobre as empresas do Grupo Votorantim? Se gostou, não deixe de acompanhar outros artigos aqui do blog. Lá falamos a respeito dos maiores supermercados do Brasil ou esse onde falamos sobre a rede OXXO, desejamos uma ótima leitura!

One thought on “Saiba mais sobre as empresas do Grupo Votorantim

Comments are closed.

Posts Relacionados Populares

Temos outros excelentes artigos pra você aproveitar, conhecer e aprender um pouco mais sobre o mundo do empreendedorismo, veja abaixo: