Restaurante de comida japonesa: Empreenda!

Restaurante de comida Japonesa

Você tem interesse em empreender no ramo culinário? Então que tal considerar um restaurante de comida japonesa como opção? Mais do que um simples modismo, esta é uma tendência que já está consolidada em todo o Brasil. Assim, suas possibilidades de lucro são significativas.

Por outro lado, é normal haver dúvidas de como e por onde começar. Pensando nisso, veja a seguir um panorama completo sobre o assunto. Veja um passo a passo para você montar um restaurante de comida japonesa de sucesso.

Por que o restaurante de comida japonesa virou sucesso no Brasil?

Para responder a essa pergunta, precisamos voltar ao início da imigração japonesa no Brasil. Os primeiros cidadãos nipônicos desembarcaram por aqui no ano de 1908. Nas décadas seguintes, mais imigrantes chegaram no país, estabelecendo-se em diferentes estados.

Os japoneses que vieram trouxeram consigo uma rica bagagem cultural, o que também incluía sua culinária. Dessa forma, pratos típicos foram ganhando espaço no Brasil e conquistando cada vez mais admiradores. E isso contribuiu de forma decisiva para restaurantes nipônicos.

Fatores como o requinte dos pratos, com combinações únicas e saudáveis fisgaram o povo brasileiro pelo estômago. Dessa forma, hoje abrir um restaurante de comida japonesa pode ser uma excelente opção de empreendimento. Afinal de contas, as perspectivas desse tipo de estabelecimento são muito promissoras em qualquer região do país.

Primeiro passo para abrir seu restaurante

Após esta pequena aula de história, vamos para a parte prática desse tipo de negócio. Pois bem, para abrir um restaurante de comida japonesa, a primeira coisa que você precisa fazer é elaborar um plano de negócios. Para isso discrimine detalhadamente:

  • Qual o seu orçamento inicial;
  • O local de operação do restaurante e a cozinha para preparar os pratos;
  • Que tipo de pratos e alimentos servirá;
  • Todos os custos com equipamentos, manutenção e funcionários;
  • Dias e horários de funcionamento do restaurante;
  • O que oferecerá de produtos e serviços além dos alimentos (se oferecer);
  • Se o restaurante vai operar de em local físico, por entrega ou de forma híbrida;
  • Objetivos de curto, médio e longo prazo com relação a ganhos e crescimento.

Nosso artigo sobre plano de negócios, com certeza irá lhe abrir uma grande oportunidade de aprendizados sobre como montar o seu.

Dinheiro para iniciar

Seu plano de negócios precisa estar perfeitamente desenvolvido e alinhado para que você alcance resultados desejados. E com relação ao investimento inicial que deve fazer para abrir as portas, eles são específicos e direcionados. Basicamente, é preciso ter dinheiro para o seguinte:

  • Máquinas, equipamentos, utensílios domésticos e móveis – Dependendo do tamanho de seu restaurante, seus custos podem ficar entre R$ 30 mil e R$ 50 mil;
  • Mão de obra com profissionais especializados – mais do que atendentes e caixas, você precisa de chefs para seus pratos. Isso pode resultar em gastos mensais de R$ 5 mil até R$ 15 mil conforme o tamanho do restaurante;
  • Custos fixos de manutenção – você terá várias despesas mensais como pagamento de contas, compra de alimentos e fornecedores. Calcule uma média de R$ 5 mil a R$ 10 mil nesse sentido;
  • Demais gastos operacionais – aqui há fatores como processos legais, marketing, uso de embalagens e outras despesas específicas como locação (se houver). Isso também resulta em um custo de R$ 5 a R$ 10 mil reais.

Calculando todo o valor inicial para a criação de um restaurante de comida japonesa, o mais seguro é contar com investimento inicial de aproximadamente R$ 100 mil.

Montei meu restaurante de comida japonesa: e agora?

Bom, no momento em que você montou um plano de negócios e levantou o investimento inicial, é hora da ação. Siga o passo a passo que você criou. Ache um bom local para montar seu restaurante, resolva as questões legais, compre tudo o que precisa e contrate bons profissionais.

Uma vez que tiver cumprido todos esses requisitos, é hora de abrir as portas. E agora? Bom, você precisa mostrar seu restaurante de comida japonesa ao mundo, e alcançar o público-alvo. Para isso, algumas ações fazem toda a diferença:

  • Primeiro, invista pesado no marketing, sobretudo digital. Coloque seu restaurante na internet com site, blogs e redes sociais. E post seguidamente nesses locais;
  • Incentive o compartilhamento de postagens de seu restaurante nas redes sociais com promoções exclusivas focadas nesses espaços;
  • Elabore promoções de inauguração e boas-vindas. Descontos e sorteios de brindes e refeições também fazem uma grande diferença;
  • Escolha um local estratégico para trabalhar, com foco em seu forte. Considere se você servirá mais pratos presencialmente ou por delivery;
  • E claro, invista também no bom atendimento e no trabalho de profissionais altamente especializados para a cozinha.

Na medida em incorporar essas ações da forma certa, os resultados aparecerão em poucas semanas. E um ótimo indicativo para ver se você está fazendo tudo certo é ficar de olho em como está o seu lucro e seu fluxo de caixa.

Quanto posso obter de lucro com o meu restaurante?

Aqui entra uma das partes mais interessantes e recompensadoras de ter um restaurante de comida japonesa. Mesmo tendo um público-alvo específico, a margem de lucro pode ser muito significativa. Para ilustrar esse aspecto, vamos para um exemplo prático.

Imagine que você abrirá seu restaurante em uma cidade com uma população média de 100 mil habitantes. Mesmo uma pequena parte da população que goste de comida japonesa e se torne seu cliente pode garantir ótimos lucros de retorno.

Afinal de contas, o preço de pratos típicos da culinária japonesa, como sushi, sashimi e lámen, por exemplo, são mais elevados. Por outro lado, o custo de seus ingredientes não é tão grande, o que contribui com a sua lucratividade.

Com base nessas informações, a venda de algumas refeições diárias (contando com um aumento de pedidos no final de semana), garante lucros que podem ficar entre R$ 30 mil a R$ 80 mil por mês. Descontando gastos mensais de R$ 10 mil a R$ 20 mil, as perspectivas são ótimas.

E claro, isso é apenas um panorama inicial. Na medida em que o seu restaurante se torna mais conhecido, as perspectivas são ainda melhores. Estabelecimentos desse tipo podem faturar acima de R$ 100 mil mensais, dependendo de seu trabalho.

Restaurante de comida japonesa: considerações finais

A culinária japonesa tem uma tradição secular aqui no Brasil, o que se reflete em sua grande popularidade. Com isso em mente, abrir um restaurante servindo pratos típicos do país é uma ótima opção. Colocando em prática um plano bem elaborado, os resultados serão ótimos.

É claro que, como qualquer outro tipo de empreendimento, você necessita de paciência e uma boa dose de perseverança. Nesse sentido, o mais importante é ser fiel ao seu plano de negócios e suas convicções empresariais. E para garantir seu sucesso, temos uma última dica.

Você precisa, obrigatoriamente, estudar a concorrência de forma detalhada. Veja o que eles estão fazendo para conquistar e fidelizar clientes. Inspire-se em suas estratégias e desenvolva uma forma própria de colocá-las em prática. Isso fará uma grande diferença para seu sucesso.

A verdade é que, por ser um empreendimento culinário diferenciado, o restaurante de comida japonesa segue um padrão específico. Então você precisa mapeá-lo para reproduzi-lo com sucesso e conseguir atender seus clientes da melhor forma.

Com isso em mente, aqui estão as principais informações que você precisa saber para começar. Por fim, para ficar por dentro de outras facetas importantes do empreendedorismo, não deixe de acompanhar os demais conteúdos daqui do blog, inclusive um convite de leitura caso você de fato empreenda na culinária japonesa é criar um CNPJ, nesse artigo falamos sobre isso e você pode aprofundar mais sobre o tema. Boa leitura e até a próxima!

Posts Relacionados Populares

Temos outros excelentes artigos pra você aproveitar, conhecer e aprender um pouco mais sobre o mundo do empreendedorismo, veja abaixo: