Como sair das dívidas: Dez passos para alcançar a liberdade financeira

Planejamento financeiro e como sair das dividas

Entra dia, sai dia, entra mês, sai mês e você segue buscando informações sobre como sair das dívidas? Gerar renda extra, ter um controle dos gastos familiares, ideias de negócios, trabalho nas horas vagas… Enfim, tudo é válido para deixar as dívidas no passado, não é mesmo?

Até mesmo assistir vídeos e mais vídeos pode te ajudar. E podemos lhe dizer com toda certeza: você não é o único (a) e fazer isso. Segundo o Serasa, o endividamento das famílias brasileiras alcança 8 a cada 10 pessoas. Isso tomando por base uma pesquisa realizada pelo CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, em abril desse ano.

Podemos dizer que esse dado é alarmante. Afinal, ninguém gosta de viver sempre com ligações, mensagens, correspondências ou algo do tipo, sempre cobrando algum pagamento pendente.

Nesse sentido, no post de hoje vamos elencar 10 ações que devem ser executadas para você ter êxito na busca pela retomada da saúde financeira. Veja como sair das dívidas! Vamos lá?


Passo a passo de como sair das dívidas

1ª – ANOTE TUDO

Isso mesmo, lápis e papel na mão… Faça uma força tarefa e lembre-se de tudo. Se tiver um companheiro (a), chame para esse bate-papo também… Despesas com aluguel, carro, prestações, cartões de crédito, escola, faculdade, empréstimos, etc. Literalmente tudo deve ser anotado, não deixe nada em aberto.


2º ORGANIZE

Depois do primeiro passo de como sair das dívidas, tudo ficou sem pé nem cabeça, não é mesmo? Assim sendo, chegou a hora de organizar as informações. Então, se você tiver conhecimento (ainda que básico de Excel), faça uma planilha simples (contemple nome, valor, data de vencimento).

Se for mais prático, baixe um aplicativo de finanças pessoais, pois essa também é uma excelente escolha. Ou ainda há quem prefira o bom e velho caderno de anotações. Fique à vontade, pois o importante é estar organizado e você saber exatamente os valores em aberto.

3º CLASSIFICAÇÃO

É dívida ou compromisso? Você sabe a diferença? Só passou a ser dívida caso o vencimento já tenha acontecido e você não tenha pago. Caso esteja a vencer, você tem um compromisso a ser honrado. Portanto, esse nível de consciência é extremamente importante, nunca se esqueça disso.

Uma vez entendido o conceito, faça uma soma e identifique: tenho X valor em compromissos, e tenho X valor em dívidas.

4º RENDIMENTOS

Grande parte dos brasileiros tem apenas uma fonte de renda (sua ocupação e força de trabalho). Outros, além de terem um emprego formal, buscam freelances em horários alternativos (motoristas de aplicativos, serviços em restaurantes, buffet’s e festas aos finais de semana).

Mas o fato é que dependem do seu tempo e saúde para gerar renda e os educadores financeiros chamam isso de “renda ativa”. Enfim, é importante ressaltar que não existe apenas esse tipo de rendimento. Em suma, agora é importante saber quanto você tem de dinheiro mensalmente para honrar seus compromissos e saber como sair das dívidas.

5º CONVOQUE UMA REUNIÃO

Seu (a) companheiro (a) e seus filhos (as) são extremamente fundamentais nesse processo. O ideal é que eles participem dos primeiros 3 passos listados aqui. Mas caso isso não tenha acontecido, é hora de apresentar a eles a conclusão na qual você chegou e o “tamanho do buraco”. Assim, haverá um nível de conscientização e ações serão aplicadas para cortar gastos e despesas desnecessárias.


6º CRIE META (S)

Exemplo: em X tempo eu VOU ter concluído todas as negociações com os credores. Mas aqui vão dois pontos importantes:

  • 1º: o termo usado (VOU em maiúsculo), significa que não há outro termo, ou seja, é obrigatório que seja realizado, caso contrário seu plano não irá avançar;
  • 2º: ainda não falamos em desembolso, você está “abrindo a porta” pra negociar.  Ou seja, há um interesse real em sair dessa situação. Tenha certeza que o credor saberá disso e com certeza olhará com bons olhos para suas ações.

7º DISCIPLINA

A disciplina nesse meio será fundamental, pois você está saindo do vermelho. Portanto, itens que alimentem seu ego nesse momento não são essenciais. Se nas negociações você assumiu um compromisso mensal com o credor, faça seu melhor para honrá-lo. E mesmo que se passem meses ou anos, o importante é cumprir e ir quitando aos poucos.


8º BUSCA POR CONHECIMENTO

Não há como sair das dívidas sem ter hábitos saudáveis (físico, mental e espiritual). Mas nesse momento busque por aprendizado sobre dinheiro, disciplina financeira, rendimentos. Deste modo, isso pode ser buscado em vídeos, blogs, pessoas mais experientes e afins. Evolua nesse sentido, vá gerando renda, economizando e seguindo à risca o passo 7 citado acima.

9º VIVA UM NÍVEL ABAIXO

O ser humano por si só é um ser adaptável, ou seja, se você ganha 2x, viva com x, caso você ganhe 3x, viva com 2x e assim sucessivamente. Você deve estar pensando “nossa como viver assim?”.

A inflação nos “come pelas pernas” todos os dias… De fato, isso é uma coisa que não controlamos, seja governo de direta, esquerda ou de centro. Mas, como disse acima: “o ser humano é um ser adaptável” ou seja, adapte-se e aprenda a viver dessa maneira. Entenda que sair das dívidas não é um jogo no vídeo game que você dá um reset a qualquer momento e tudo volta do zero…

10º ACOMPANHE COM FREQUÊNCIA

Acompanhe à risca toda a evolução, dia a dia, mês a mês, ponto a ponto. Se necessário faça um replanejamento com disciplina e lucidez (pode ser que você tenha “deslizes” ou imprevistos no meio do caminho). Mas não deixe de estar sempre acompanhando sua evolução. Assim, você está sem sombra de dúvidas no caminho certo.

Não desista!

Por fim, sabemos que não será um processo fácil, mas pode ter certeza de que o êxtase de dever cumprido será muito satisfatório. Sabendo como sair das dívidas, os rumos da sua vida serão melhores e depois ainda poderá pensar em investimentos.

Ou até mesmo viver de renda passiva, já imaginou? Só que em alguns momentos você terá vontade de desistir, mas siga em frente que dará muito certo. Para lhe ajudar destacamos um planejamento financeiro para você. Confira esse e-book único que abordará vários temas tais como: Economia, Educação financeira e Investimentos, tudo de forma clara e objetiva.

Posts Relacionados Populares

Temos outros excelentes artigos pra você aproveitar, conhecer e aprender um pouco mais sobre o mundo do empreendedorismo, veja abaixo: